Sejam bem-vindos ao Lauren Cohan Brasil, a sua melhor e maior fonte de informações sobre a atriz Lauren Cohan no Brasil!
Lauren Cohan fala sobre a grande decisão de Maggie
postado por Bruna no dia 28.11.17

Havia muitas coisas acontecendo na última parcela de The Walking Dead. Rick (sem sucesso) tentou fazer um novo acordo com Jadis e os Scavengers. Daryl, Tara, Michonne e Rosita começaram suas próprias resistências dentro da resistência. Carl fez amizade com o sobrevivente Siddiq. E Carol tentou o seu melhor para tirar Ezekiel de seu ritmo induzido pela culpa.

Mas talvez o ângulo mais intrigante de todos estivesse ocorrendo em Hilltop, onde Jesus obrigou Maggie a um dilema em termos de o que fazer com os Salvadores prisioneiros que ele trouxe de volta de sua invasão. Jesus pensou que ele tinha convencido com sucesso a Maggie da necessidade de mostrar a misericórdia do inimigo quando construiu uma prisão improvisada para abrigá-los, apenas para perceber que ela realmente planejava matá-los, a menos que pudessem ser usados como um pedaço de barganha na guerra. E, como a cereja no topo do bolo, ela também jogou o controverso Gregory na prisão com eles.

Foi um grande episódio para a Maggie, quando vimos a recém-instalada líder de Hilltop equilibrando sua sede de vingança com um plano estratégico tático. Nós conversamos com a estrela Lauren Cohan para fazer exame dela dos eventos, assim como algumas provocações do que esperar em seguida.

Entertainment Weekly: Nós vimos há algumas semanas quando Jesus apareceu pela primeira vez com os prisioneiros, que Maggie não estava muito animada em vê-los, e em seguida isso nos traz ao momento atual onde ela fala com ele sobre colocá-la naquela posição e dar os suprimentos para cuidar do inimigo. Maggie está mais chateada pelas complicações logísticas de ter prisioneiros ou pelo dilema moral do que fazer com essas pessoas que Jesus jogou nas mãos dela?

Lauren Cohan: Eu acho que é um pouco de tudo. É engraçado. Eu não quero acabar doando os nabos porque obviamente estes são nossos vegetais favoritos. [Risos] Eu acho que ela acabou de ganhar muitas vozes e muitos cozinheiros na cozinha. Ela está pesando a segurança e a sobrevivência dos Hilltoppers e o grupo de Rick e todas essas peças que estão se movimentando. E tem também esse eterno papagaio que é Gregory sentado em seu ombro.

Há este enorme dilema que foi apresentado no início: como continuamos nossas vidas de uma maneira que honre os falecidos? Ela está consciente disso, mas ela está consciente dessa coisa imediata, e então ela realmente está tão sobrecarregada com essa vingança perpétua. Eu acho que eu, como Lauren, realmente ainda não compreendi o quão vingativa Maggie é, vendo o que conseguimos explorar nesta temporada.

Há decisões que estão sendo tomadas para a segurança de todos, e estão tão fortificadas pelo desejo dela de ver Negan cair. Não importa o dilema moral em que ela esteja e a decisão que ela está tomando, é impossível que tudo não seja colorido por isso. Então, Jesus concorda com essa agenda, mas acho que ele está tentando lembrá-la da humanidade que ela teve um dia. É muito bom ter esses fatores em conflito, as memórias de Hershel e Glenn, e as pressões de proteger e cuidar daqueles que virão. E o estresse de todos nós como um grupo entrando nesta guerra gigante.

EW: O argumento de Maggie é: “Precisamos acabar com isso”, e o argumento de Jesus é que eles precisam ser capazes de viver com eles depois que a guerra acabar. Quem está certo?

LC: É tão engraçado, não é? Eu não sei! Eu realmente sinto que todos queremos ver essa coisa com o Negan terminada. Quem está certo? Eu não sei.

EW: Vimos Jesus discutindo com Morgan e Tara sobre manter esses prisioneiros vivos. Maggie estava lá no momento em que eles os capturaram e Jesus disse para mantê-los vivos. O que você acha que ela teria feito?

LC: Eu acho que talvez ela precisasse ser impedida de fazer alguma coisa. Sinto que ela tem o jogo todo. É por isso que ela diz no final – para sua grande surpresa – que não os estamos mantendo por razões sentimentais. Mas ela sabe que há um longo jogo para se certificar de que isso seja feito de forma que ele acabe. Há mais uma exploração do que realmente significará se conseguirmos o que queremos que venha nos próximos episódios.

EW: Eu adoro essa cena no final, porque vemos Maggie tendo esta prisão foi construída para os Salvadores, e nós pensamos que ela concordou com o modo de pensar de Jesus. No entanto, soubemos naquela grande revelação no final de que ela está apenas mantendo-os vivos como pedaços de barganha, e se isso não funcionar, ela ainda planeja matá-los. O que essa decisão diz sobre Maggie, onde sua cabeça está em tudo, e sua capacidade de encontrar uma vantagem tática?

LC: Com o tanto que está acontecendo, ela ainda está muito focada nesse objetivo final. E naquela conversa que Aaron e eu tivemos no final – o sofrimento e a dor de não ter essas pessoas – a única coisa que ela realmente pode fazer é manter o foco. Eu acho que a ação que Maggie realmente precisa ter não precisa necessariamente ser essa, mas acaba sendo assim.

EW: E a decisão de jogar Gregory com eles? Qual é o plano dela para esse cara?

LC: Eu adoro as cenas com ele [o ator Xander Berkeley]. São tão divertidas. Tão interessantes. Nós temos Gregory usando suas táticas usuais para tentar manipular, e não só Maggie está em sua mesa enquanto ele está do outro lado, mas ela acaba usando suas próprias táticas contra ele no final do episódio. Há uma razão para não tomar uma decisão muito impulsiva, mas o que Maggie precisa fazer é colocar Gregory em seu lugar e tirá-lo da cabeça dela.

Esta é a grande consideração de progredir ao lugar onde ela está. De quem é o conselho que você toma e quem é o seu conselheiro confiável? Quem você ouve? E no final do dia, você ainda precisa tomar a decisão por conta própria. As ideias de Gregory permeiam tanto quanto o que Jesus faz, mas ela precisa ter algum espaço.

EW: Então, o que vem a seguir para Maggie em The Walking Dead?

LC: Ficará muito obscuro. Eu realmente entrarei em um território anteriormente desconhecido com ela este ano. Tem sido bem louco.

Fonte: Entertainment Weekly
Tradução: Equipe Lauren Cohan Brasil

espalhe esta notícia por aí!